Foto: Divulgação/Sesab Alexandre Santos

A Bahia recebeu na madrugada desta terça-feira 253 kg de medicamentos que compõem o chamado “kit intubação”, usado por pacientes com quadro grave de Covid-19. A carga, que saiu do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), e chegou a Salvador em um voo da Azul, faz parte de uma remessa de três toneladas de insumos como analgésicos, sedativos e bloqueadores musculares enviados pelo Ministério da Saúde a 19 estados e o Distrito Federal.

A companhia aérea informou que, além do estado baiano, Alagoas, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte também foram abastecidos com quase duas toneladas e meia dos produtos. Na última semana, a empresa utilizou sua malha doméstica para transportar, de forma gratuita, outras quatro toneladas do material para 25 estados brasileiros. O material é armazenado no porão das aeronaves.

A distribuição dos fármacos se dá num momento em que prefeitos afirmam que hospitais em diversas cidades não conseguirão manter os atendimentos aos doentes mais graves nos próximos dias, entre outros motivos, pela falta do “kit intubação”.

Na capital baiana, o prefeito Bruno Reis (DEM), afirmou há poucos dias temer pelo fim do estoque de relaxante muscular Rocurônio, que já se encontrava no limite.