Foto: Reprodução/Diário dos Campos

A Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-SP) notificou na última segunda-feira (29) a Caixa Econômica Federal (CEF) pedindo informações a respeito da notícia veiculada sobre o pagamento do prêmio da Mega da Virada cujo sorteio foi realizado em 31 de dezembro do ano passado. De acordo com a notícia, a Caixa informa que, caso o vencedor não retire o prêmio até hoje (31), poderá perdê-lo.

O Procon-SP requer que a instituição financeira identifique o consumidor que está cadastrado no sistema e fez o jogo pelos meios eletrônicos e faça o pagamento do prêmio devido. Ressalta-se que a aposta efetuada através de meio eletrônico demanda a realização de cadastro e a indicação de cartão de crédito como meio de pagamento.

O Procon-SP solicita ainda que a instituição implemente alteração no sistema para que, nos casos das demais apostas premiadas que forem realizadas através do meio eletrônico, o pagamento seja efetuado no canal indicado pelos consumidores.

“Se é possível a identificação do apostador, a Caixa não pode comodamente aguardar o decurso do prazo e se apropriar do dinheiro. Caso o apostador esteja morto, o prêmio pertence aos seus herdeiros. E se a aposta foi feita por meio eletrônico, é dever da instituição financeira informar se não é possível identificar o seu autor”, afirma Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP.