Redação Foto: Divulgação Federação dos Associações dos Aposentados

Em 2022, o valor pago a aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que recebem benefício maior que um salário mínimo, terão reajuste de 10,16%. O valor é maior que o reajuste de 5,45% em 2021, e segue o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano passado.

O teto dos benefícios do INSS, também serão reajustados. Vai sair R$ 6.433,57 para R$ 7.087,22 em 2022, seguindo o valor do INPC. O índice foi divulgado nesta terça-feira (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) junto com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Os novos valores ainda serão confirmados pelo governo federal por meio de publicação no Diário Oficial da União. O reajuste para segurados do INSS com benefício acima do piso segue a lei 8.213, de 1991.

Já para aqueles que passaram a receber a aposentadoria ou pensão a partir de fevereiro de 2021, o valor de reajuste é diferente. Nesses casos, o reajuste varia conforme o primeiro mês de concessão do benefício, e os valores serão divulgados pelo governo.

Reajuste para quem ganha um salário mínimo fica maior
No caso dos aposentados e pensionistas que recebem o benefício no valor de um salário mínimo, que é o piso, o aumento em 2022 será maior, de 10,18%. A quantia é definida pelo reajuste do salário mínimo, elevado pelo governo federal de R$ 1.100 para R$ 1.212.